sexta-feira, 22 de maio de 2009

Blues do Futuro






Muitos animes conseguem ser sucesso e alcançar o patamar de mundialmente famosos, mas poucos conseguem ser um “gênero” e esse é o caso de Cowboy Bebop, um anime cult.


A atmosfera de Cowboy Bebop é a seguinte: os seres humanos conseguiram tornar a maioria dos planetas habitáveis e marte agora é a nova terra, a terra tornou-se a “favela” do sistema solar devido a um acidente onde parte da lua colidiu-se com a planície terrestre. Para se ter acesso aos planetas é necessário passar portais que funcionam como se fossem “pedágios interplanetários” e que levam os viajantes de um ponto distante a outro de uma maneira rápida e segura. Naves são comuns no mundo de Cowboy Bebop, mas carros e os meios de transporte convencionais também. É um cenário futurista, mas com um pé no passado também. Um universo totalmente nostálgico e inusitado.


A sociedade é um caldeirão de etnias, ideologias, moda, tribo e estilo. A sociedade do futuro é movida ainda a dinheiro, não importando o modo de como consegui-lo.


No futuro o que vale mesmo é ser caçador de recompensa, pois se paga para a captura de bandidos ou procurados pela justiça, e querendo ou não isso é um jeito fácil de conseguir uma grana.


Cowboy Bebop tem raízes no som do Blues e do Jazz que tocam constantemente durante o desenho, fazendo parte de sua trilha sonora. Bebop é uma variante do Jazz tocada pelas big bands dos anos 40 onde o improviso é sua principal característica e Cowboy é o símbolo da cultura americana, um estilo de vida solitário e sem destino, em busca de um lugar melhor e recompensas, daí o nome “Cowboy Bebop”.


Outra característica de Cowboy Bebop é sempre colocar um estilo de musica ou uma própria musica em seus capítulos. “Asteroid Blues”, “Vênus Waltz”, “Mushroom Samba” e “Simpathy For the Devil” são alguns exemplos. Recentemente o anime teve uma versão em longa metragem chamada “Knockin on Heavens Door”.


Como toda boa história, Cowboy Bebop tem também ótimos personagens, desde os protagonistas integrantes da nave Bebop que são Spike Spiegel, Jet Black, Faye Valentine, Edward Wong Hau Pepelu Tivruski IV (Ed Radical) e o cãozinho Ein; os Antagonistas Vicious e a “Bad Girl” Julia. Uma curiosidade sobre esse anime é que na maioria dos episódios aparecem três velhos, conversando ou jogando cartas, e os nomes desses velhos é uma homenagem a um musico brasileiro mundialmente famoso; Antonio, Carlos e Jobim (Tom Jobim). Esse é o mundo do ano de 2071, ame ou deixe-o.




4 comentários:

Samedi disse...

Hum dos animes que eu mais gosto, trilha sonora animal, não sai da lista do meu ipod huhuh
See you, space cowboy...

MateusDka disse...

¬¬ Agora me toca baixar esse seriado também! Obrigado por mais um vício! rssss

GomesPR disse...

Gu, esse post ficou perfeito! Estou com vontade de assistir novamente CowBe, e com toda certeza, sempre tenho pelo menos uma música no player. Se bem que BLUE nunca say da playlist, a música é tão perfeita quanto o final do anime!
Parabéns pelo post!

Shamps disse...

Ker me viciar, é!?